Amenidades

Que zika!

” Brasil doa U$1,3 milhão de dólares para ajuda humanitária a sírios”. O dinheiro provém de órgãos brasileiros como a Secretaria Nacional de Justiça e a Coordenação Geral de Ações Internacionais de combate à Fome do Ministério das Relações Exteriores. Além disso, vai doar 4,5 mil toneladas de arroz.

Não seria muita pretensão da nossa parte achar que o Brasil está podendo doar milhões de dólares para a causa Síria? NADA, absolutamente nada contra refugiados, sírios ou qualquer povo que seja, o ponto não é este. Também não é o objetivo causar discussões políticas ou partidárias, mas sim fazer uma reflexão. Temos a noção real da gravidade em que nosso país se encontra?

Aedes aegypti, o grande vilão e transmissor do Zika vírus é o assunto do momento. Como todos já sabem, os casos de microcefalia estão relacionados a este vírus, mas o que nem todo mundo sabe é que esta é só uma das consequências. Síndromes, lesões neurológicas, danos cerebrais podem também estar associados a ele, mesmo que o bebê tenha nascido com o tamanho do perímetro cefálico normal. Aí eu pergunto: qual será o destino destas crianças? Que tipo de atendimento médico e de orientação elas terão? Qual será a verba que está sendo destinada para o futuro delas? Trata-se de casos especiais, que precisarão de acompanhamento multiprofissional. Muitos pais estão abandonando suas famílias ao descobrirem que seus filhos tem microcefalia, e pior ainda, consideram a mãe como a culpada da história.

Não seria o momento ideal para investirmos todas as forças e recursos nesta guerra? Investir na educação e não só na informação, e em relação a educação quero dizer vamos NÃO engravidar; vamos nos prevenir; vamos ensinar e orientar  as pessoas. Que tal uma super campanha para usar camisinha, não só quando é carnaval? Ou desmistificar o machismo que existe em fazer uma vasectomia? Distribuir anticoncepcionais com a correta orientação de uso ( sempre ouço histórias  de mulheres que tomam uma semana sim e uma semana não achando que estão protegidas)… Acho que dá pra fazer muita coisa. Precisa querer e precisa ter verba. Infelizmente o caminho “mais fácil” é ficar discutindo se nestes casos o aborto se tornará legalizado.

Desespero. Descaso. Nós é que somos refugiados no nosso próprio país, e NÓS pedimos ajuda. Educação. Saúde. Investimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s